O Clero

Clero é a palavra que descreve a classe clerical, ou seja, são os religiosos, conhecidos como sacerdotes, que fazem parte de uma Igreja, do latim cleru. O clero é um conjunto de religiosos, que podem pertencer a um determinado país, a um determinado culto etc.
O clero surgiu com a Igreja Católica, na época da Idade Média e do feudalismo. O clero é representado pelos padres, bispos, arcebispos, cardeais e o Papa, e cada um possui sua própria função na hierarquia da Igreja, e são responsáveis pelos cultos.

  • Dom Rafael Biernaski

    Dom Rafael Biernaski

    Dom Rafael Biernaski


    Dom Rafael é natural de Curitiba e tem origem polonesa. Filho de Ignácio e de Bernardina (in memoriam) Biernaski, nasceu no dia 01 de novembro de 1955, em Campo Comprido, bairro de Curitiba, Paraná. Dom Pedro Antônio Marchetti Fedalto, Arcebispo de Curitiba, o ordenou Presbítero em 13 de dezembro de 1981 na igreja Matriz de Santa Teresinha do Menino Jesus, hoje Santuário. É membro da “União dos Presbíteros de Schoenstatt”.

    Foi cooperador do Santuário de Santa Terezinha do Menino Jesus e no início do ano escolar de 1988 ingressou na Pontifícia Universidade Gregoriana, em Roma, Itália, fazendo o Mestrado de Teologia Dogmática. Em 12 de novembro de 1999 recebeu o título de Monsenhor. E em 2007 concluiu o Doutorado em Teologia Dogmática.

    No dia 10 de fevereiro de 2010 foi nomeado Bispo Titular de Ruspe e Auxiliar da Arquidiocese de Curitiba, sendo sua ordenação episcopal e posse no dia 15 de abril de 2010. Foi eleito pelo Colégio de Consultores Administrador Arquidiocesano no dia 1º de julho de 2014 após o falecimento do arcebispo Dom Moacyr José Vitti em 26 de junho do mesmo ano. Dom Rafael tem como lema episcopal “Evangelizare misit me” (Enviou-me para Evangelizar).
  • Padre Marcos Antônio Zimmermann

    Padre Marcos Antônio Zimmermann

    Padre Marcos Antônio Zimmermann


    Nascido em 30 de outubro de 1983, Padre Marcos é natural do Braço do Baú, Ilhota/SC. Desde pequeno ajudava em sua comunidade de origem, Nossa Senhora da Glória. Colaborava nas leituras durante a Missa, foi catequista e também participava de um grupo de cantos. Ingressou no dia 14 de fevereiro de 1999 no Seminário de Azambuja, em Brusque. Logo foi criada a Diocese de Blumenau e Ilhota passou a pertencer a Blumenau e assim continuou seus estudos concluindo a teologia em 2008.

    A conclusão de seus estudos se deu final de 2008 tempo este que a região sofreu com uma enorme tragédia. Dom Angélico o enviou para a região do Baú, onde o padre cresceu, para ajudar o povo. Encontrou as famílias nos abrigos, desamparadas e tristes, pois 32 pessoas perderam suas vidas e tantas outras seus lares. Foi assim que iniciou sua missão. Dias de muita luta, oração e desafios.

    Em janeiro de 2009 foi ordenado diácono e no final do mesmo ano padre no dia 12 de dezembro. Padre Marcos fez uma pós-graduação em São Paulo, na área de comunicação, em 2009. No dia 31 de janeiro de 2010 Dom José Negri o transferiu como vigário paroquial da Paróquia São José Operário, em Itoupava Central (Blumenau), e no final do mesmo ano, dia 08 de dezembro, assumiu a Paróquia com 11 comunidades. Foram cinco anos de muito trabalho. Padre Marcos está em Navegantes desde o dia 22 de fevereiro de 2015.
  • Diácono Pedro

    Diácono Pedro

    Diácono Pedro


    Pedro Oliveira da Silva, nascido em Imaruí/SC, em 12 de fevereiro de 1946. É filho de Antônio João Laurindo e Feliciana Inês de Oliveira e é casado com Verônica. Pedro tem 3 filhas e 3 netos.

    Estudou na Escola Diaconal ITEC, em Florianópolis, foi ordenado Diácono no dia 31 de outubro de 1998, na comunidade de Nossa Senhora de Fátima, bairro São Pedro. Dom Eusébio Oscar Scheid escolheu como lema de sua ordenação: "Eu roguei por ti, para que tua fé não desfaleça; e tu por tua vez, vá e confirma a teus irmãos" ( Lc 22,32).